Hoje, dia da saudade, eu senti sua falta

30 de janeiro de 2017

Foto: We Heart It
Soube ontem que hoje era dia da saudade e não que isso faça alguma diferença em minha vida, porque, na verdade, sua falta eu sinto todos os dias mesmo. Então, era meio natural que eu sentisse esse mal estar depois desse tempo todo longe e sem falar contigo. A verdade mesmo é que eu queria dizer para você que estou com saudade, mas sei que você sequer se daria ao trabalho de me ouvir.

Afinal, é basicamente isso que você fez esses anos todos, não é? Ignorou minha presença, minhas vontades, minhas saudades. Junto a isso, você ignorou minhas mensagens, ligações e chamados até que, um dia, eu desisti de procurar. O que também não me impediu de sentir sua falta nesse tempo, apesar de não ter ido mais atrás de você.

Hoje, talvez mais do que nunca, eu entendi que saudade nem sempre é sentir falta da presença. Por muito tempo eu me senti perto de você, apesar da distância dos corpos. Eu aprendi que saudade é ouvir sua gargalhada mentalmente e ela não se materializar para mim. Aprendi que saudade é eu olhar para a porta todos os dias no mesmo horário te esperando chegar e você não aparecer nunca.

Saudade é o espaço que ficou na minha cama e no meu coração. Saudade é eu não ter mais o seu número para ligar. Saudade é aquilo que fica quando toca a nossa música, passa o nosso filme ou quando eu me lembro dos nossos planos para o futuro. Acho que é isso: saudade, no nosso caso, é o futuro que nunca vai chegar.

Nunca é tanto tempo e saudade é uma palavra tão forte quanto, mas ambos estão presentes na minha vida desde que você se foi. E é engraçado isso: você se foi, mas deixou várias coisas para trás. Seu cheiro, suas roupas, nossas fotos, nossa vida. Tudo isso ficou e continua se arrastando anos a dentro.
Para hoje, é isso. Bem no dia da saudade, eu acordei sentindo sua falta. E pasme, concluo também que dia da saudade para mim é todos os dias. Saudade é, meu amor, o vazio que você deixou. 

Sua estadia e a bagunça que você deixou

29 de janeiro de 2017

Foto: We Heart It
Foi rápido. Você nem chegou de mansinho, batendo na porta e perguntando se podia entrar. Não passou pelo tapete para tirar o farelo do fundo do seu pé. Não olhou para os dois lados para ver se a casa já estava ocupada por outro. Não fez nada disso. Você simplesmente aproveitou a brecha no portão e foi direto para o sofá. Quando eu me toquei com o que estava acontecendo, você já estava com os pés na minha mesinha de centro enquanto eu te servia bolachas e cappuccino. Foi mais ou menos assim que eu vi você chegando na minha vida.

Avassalador. Incrivelmente silencioso. Voz mansa. Jeito fofo. Carinhoso. Prometeu céus e terras. Eu, como sempre, acreditei no que me disse. Levei a sério cada uma das coisas que me falou. Coloquei fé onde não deveria ter colocado nada. Agradeci por ter chegado na minha vida. Esqueci que, na verdade, você não era de confiança. E, como era esperado, você não cumpriu com o que havia prometido. Eu deveria ter desconfiado das suas conversas, risos, promessas e beijos na testa. Eu deveria ter desconfiado. Falhei.

Você sujou meu tapete de farelo. Marcou meu sofá com o peso do seu corpo. Deixou a marca da xícara na mesa. Levantou e foi embora. Simplesmente. Aproveitou que eu já tinha fechado a porta achando que você ficaria. Concentrou em fazer a festa, largar a sujeira e seguir sua vida. De outra maneira. Com outra pessoa.

Eu sinceramente não sei se ainda consigo te agradecer por isso. Não sei se preciso. Não sei se é realmente necessário. Não sei se sou grata por me mostrar que não devo confiar em pessoas como você. Não sei. Eu também não sei se devo te desculpas. Se devo seguir minha vida sem mágoas. Sei que sigo. E sou grata por você ter, finalmente, deixado o meu coração. E dado espaço para que apenas uma pessoa o ocupe: eu mesma.

Depois da sua ida, eu fiz diversas coisas. Com a casa suja mesmo. Até que resolvi limpar o resto que você havia deixado. O resto de farelo de biscoito. O resto de cappuccino na xicara. O resto de sujeira no tapete. Por agora, tenho me concentrado em apenas uma coisa: limpar a sujeira que deixou. E eu ainda não consigo ser grata por isso. Porém, de qualquer forma, obrigada por ter ido embora, meu amor. Obrigada.

Novo Layout + Novidades

26 de janeiro de 2017

Primeiramente, fora temer Feliz 2017. Espero que a virada de ano de vocês tenha sido incrível e que 2017 traga muitas novidades, assim como o meu ano já vem trazendo para a minha vida!

Muitos aqui já sabem: me mudei para São Paulo. Sabe aquele “larguei tudo e fui”? Pois é. Cá estou, cheia de gás para viver nessa cidade que finalmente cabe meus sonhos. E inaugurando essa nova fase, o blog também chega em 2017 de cara nova!

Esse layout foi feito pela Emily, do Chave Criativa, e é incrível. Ela já havia feito um layout para o blog, em 2014 e não tive dúvidas em chamá-la para essa repaginação. Junto com o novo layout, trago também novidades para as postagens e redes sociais.

Eu sei o que vão dizer: estou tentando isso há séculos. É que ainda não consigo encarar o blog como trabalho. Gosto da liberdade de publicar quando a inspiração chega – e a minha é chata e teimosa: vem quando quer. Porém, com a minha vinda para São Paulo, a publicação do meu livro e a vida adulta chamando, chegou a hora de mudar isso. Para esse ano, preparei uma série de postagens que ainda incluem os meus textos dramáticos de sempre e também posts maravilhosos com indicações de lugares incríveis em São Paulo, um pouco mais sobre o meu vegetarianismo e o universo literário. Tudo junto e misturado, como tem sido a minha vida.

A ideia principal é que o blog passe a ter mais postagens. A partir dos próximos dias, vocês vão poder conferir diversas atualizações com uma frequência bem maior. Os posts serão sempre publicados de segunda a sexta - com uma novidade que estou pensando especialmente para o fim de semana.

E vocês podem me ajudar a montar um blog cada vez mais legal, sabiam? Existe uma enquete, prontinha e super-rápida, esperando vocês. É só clicar aqui, responder e deixar sua opinião! E se quiserem falar comigo, deixar uma sugestão, crítica ou simplesmente mandar oi, pode deixar um comentário aqui no blog! Ou me enviar pelas redes sociais (os links estão logo abaixo).


Desculpem o post imenso! Eu queria muito poder contar tudo isso para vocês. Obrigada por me acompanharem e fiquem ligados porque muitas novidades estão chegando.