Amor próprio

19 de maio de 2014



Se apaixonou. Beijou como nunca. Sofreu como nunca. Amou como sempre. Soprou a dor para longe. Tirou o pó das coisas velhas. Sorriu para vida. Sorriu para si mesma. Viveu. Sem se arrepender jamais. E descobriu que o maior amor que existe é a que temos por nós mesmos. E fim.

2 comentários:

Obrigada!