Renda-se

3 de agosto de 2012


Renda-se às vontades, às virtudes, à você. Renda-se à chuva, ao calor. Renda-se aos sentimentos e a aquela voz intuitiva que lhe diz o que fazer e que você nunca sequer escutou. Renda-se sem se preocupar com o certo ou com o errado. Erre de coração, acerte com prazer. Se jogue na eterna dança que é viver. E sem medo nenhum de errar a coreografia.

0 comentários:

Postar um comentário

Obrigada!