Não foi de propósito

17 de abril de 2012


Eu sempre quis levar um pouco menos de você. Essas partes de doses extraordinárias da sua pessoa não andam me fazendo muito bem. E eu realmente não ando nada bem com isso. Eu quis trilhar um caminho diferente, mas eu sempre voltava ao mesmo lugar: ao meu mundo de lágrimas. Eu realmente quis fazer diferente, mas eu não consegui. E eu nem deveria te pedir desculpa por isso, mas mesmo assim: desculpa-me, porque não foi de propósito.

As palavras fugiram e eu realmente não sei mais o que fazer. Talvez seja hora de caminhar sozinha de novo. Talvez seja hora de fingir que tudo está bem, porque o “tudo” logo passa. Desculpa-me se aprendi a te chamar de amor e desculpa-me se hoje sou obrigada a sussurrar somente seu nome. Não foi de propósito. Nada foi de propósito. 

2 comentários:

  1. Eu tentei... mas não consegui.
    Eu chorei, mas depois sorri.
    Eu consegui...

    Desculpa, rs, É que me vi completando mentalmente o texto, que está lindo mesmo, e de uma profundidade incrível.

    ResponderExcluir
  2. Texto incrível.
    A parte que a Elania escreveu em cima ficou linda e combinou perfeitamente com seu texto.

    E sabe, uma amiga me disse: "Nem tudo que acaba tem fim."

    Beijo.

    ResponderExcluir

Obrigada!