Mais uma noite...

30 de janeiro de 2012

Aquela tinha tudo para ser uma noite como qualquer outra, mas ela sabia que não seria. Apesar do calor, o vento lá fora sacudia a cortina do seu quarto fazendo o arrepio subir por todo o seu corpo enquando ela andava pelo corredor com um copo de água. Ela nem sequer olhou às horas, pois sabia que era tarde da noite e mais uma vez a insônia, que se fazia tão presente como nunca fora, havia vindo lhe visitar.

No momento em que se deitava novamente para tentar pegar no sono, sua mente foi atacada por pensamentos insanos, preocupações corriqueiras e tudo que ela não queria se lembrar. E isso, ela sabia, lhe tomaria o sono por todo o resto da noite. Uma, duas, três horas depois e a vontade de dormir não havia sequer vindo lhe dar um oi. Seu coração estava disparado e a vontade de chorar chegava tão de mansinho que ela nem sequer conseguia correr. Escorreu uma lágrima aqui, outra ali e por fim ela se rendeu a todas aquelas preocupações diárias e chorou feito uma criança sem nem saber, afinal, o que lhe causava tanto incomodo.

Após um turbilhão de lágrimas, lavou o rosto mais uma vez e foi vencida pelo cansaço. O dia amanheceu e ela, como quem deve mostrar que nada lhe aflige, por fim levantou da cama e foi em direção ao mundo lá fora com o coração na mão e o sorriso no rosto.


2 comentários:

Obrigada!