Por que querer e não se envolver?

17 de novembro de 2010


Somos muito mais do que aparentamos ser. Não somos só carne e osso. Somo essência, somos olhares, somos o toque, somos nosso sussurro no calar de um dia chuvoso. Somos tanto, que buscamos desesperadamente dividirmos esse ser com outras pessoas, da forma que mais nos agrada. Somos tanto, que sei que qualquer pessoa tem muito mais a nos oferecer do que somente duas horas de conversa e companhia. E digo isso por experiência própria. E me indigno toda vez que penso na facilidade com que umas pessoas esquecem outras.


Se somos tanto, pra que doar tão pouco? Por que se envolver por um ou dois dias, seguir rótulos e simplesmente esquecer o outro? Por que simplesmente se desligar quando se pode criar um mundo que vá conspirar a favor de vocês? Por que? Porque somos humanos e gostamos de nos complicar cada vez mais. Porque somos tanto, mas ainda assim somos capazes de nos esconder dos outros por puro egoísmo, proteção e mais outros milhões de motivos.

E, se queremos nos doar, por que nos esconder?  Ah, o ser humano é muito mais complexo pra ser entendido do que se imagina.

Nós somos realmente muito mais do que parece. Somos toda essa sintonia, todo esse amor e toda essa vontade, mas ainda assim não somos suficiente para que se esqueça de uma sociedade rotulada e para que se entregue a alma sem medo de quebrar o coração.

É como li um dia desses: "Para cada coração quebrado, existe alguém com uma cola na mão." Agora me diz, para que se segurar tanto se o graça da vida é se entregar intensamente?

3 comentários:

  1. Dreisse, suas palavras me envolvem!
    ;*

    ResponderExcluir
  2. *-* Amei sua confissão, pensamento, reflexão,rs.
    Bom, somos tudo isso mesmo. Complicados... Complicando.
    beijos querida.

    ResponderExcluir

Obrigada!