Não é necessidade, é vontade

24 de novembro de 2010



Falar de sentimentos que não existem, mas gostaria que estivessem presentes. Hoje, depois de muito tempo, me dei conta de que não há ninguém ocupando meu coração. Vários passaram pela cabeça, mas nenhum quis ou foi capaz de me fazer sonhar, voar.

Sentimentos que não existem, mas que eu amo descrever. Descrever o que eu gostaria de ter comigo, mas não tenho: paixão, noites acordada, esquecimento imediato e coração vivendo no limite da situação.
Tem coisa melhor? Tem. Alguém que supra todas essas vontades. Nada aqui é necessidade. Eu não preciso, eu quero. Poderia simplesmente não querer, mas eu gostaria. Não quero minha metade, quero alguém que complete meu inteiro. Que não queria ser minhas pernas, mas que caminhe de mãos dadas comigo ao meu lado, sem medo ou falsas promessas.

Sentimentos que não existem, mas que eu adoraria ter por perto. Talvez não agora, mais adiante. Andei passando mal com o lado falso desse sentimento e isso não me fez bem. Eu ainda trago sequelas disso.

Tudo no seu tempo, com calma e sem pressa. "Não há nada pra ser apressado ou desesperado." Falo de sentimentos que não existem, mas que já têm uma porcentagem reservada aqui. Na cabeça e no meu coração.
.

2 comentários:

  1. Dreisse me identifiquei muito com esse post, tera q todo poeta não aprende a amar?
    esse trecho:
    "Hoje, depois de muito tempo, me dei conta de que não há ninguém ocupando meu coração. Vários passaram pela cabeça, mas nenhum quis ou foi capaz de me fazer sonhar, voar.
    Sentimentos que não existem, mas que eu amo descrever."
    é exatamente o q aconteçe cmgo. Amei!
    nuna um texto teve tanto a minha cara, p mim o melhor de todos. Obrigada por suas escritas q me ajudar a refletir minha vida **

    ResponderExcluir
  2. Nossa, me fez pensar... Mas, se ele sempre voa comigo, quem é que me deu asas? Se ele ocupa meus pensamentos durante a noite, quem me deixou acordada? Se é dele que me lembro quando escuto uma bela música, quem plantou a ideia de amor em mim? É só isso que precisava saber. Talvez a minha vontade estúpida de ter um amor recíproco tenha feito essa ideia nascer, mas eu não sei como apagá-la. Isso me destrói, lentamente, mas destrói. Ah, Dri, obrigada por compartilhar conosco esse dom que você possui.

    ResponderExcluir

Obrigada!