Sinto muito, mas eu estou indo

9 de julho de 2010


Querido,
Sabe, o tempo passa e as coisas mudam. E as coisas mudaram. Não vou dizer que mudou rapidamente, nem lentamente, mas nós sabíamos que as coisas estavam mudando e que mais cedo ou mais tarde nos afetaria. E me afetou.
Sinto muito, mas eu estou indo. Eu não gostaria de ir, mas eu sei que é necessário. Nós sabemos que é necessário.
Sei também que vai se acostumar com a minha ausência. Você sempre se acostumou com os dias em que eu não estava por perto, só que dessa vez é pra sempre. Nós mudamos e eu também estou mudando de lugar. Meu coração se mudou primeiro, e agora requer que meu físico vá também. Eu sei que você vai ficar bem e não se preocupe comigo, eu sei que tudo o que você queria era me ver feliz e eu vou estar feliz. Não do jeito que você gostaria, mas eu vou. Meu coração estará feliz e aquecido em outro lugar.
O tempo passou, e você não se deu conta ou talvez não quisesse enxergar que eu estava indo pouco a pouco.
Eu sei. É triste, mas você vai ficar bem. Deixo com você nossos sorrisos e algumas lágrimas. Nossos momentos, nossas fases e nossa vida.
Porque agora eu estou indo (re) viver a minha. A minha vida, que não é mais a nossa vida.
Te cuida. Até qualquer dia, em qualquer lugar.
De alguém que te amou, mas que necessitou ir embora.
Abraços. 
Pauta para Projeto Bloínquês - Edição Carta

2 comentários:

Obrigada!