Paciência, cade você?

25 de junho de 2010




Cansada das pessoas a minha volta. Realmente cansada. Acho que até de mim eu cansei. Logo eu que a pouco, tentava me encontrar e achar quem eu sou. Não tem respostas.

A um tempo atrás eu disse que não vivia de extremos, mas hoje eu descobri que o meu humor vive. Ou estou muito calma ou estou muito nervosa. Não que eu seja assim, não que seja só um sintoma, não que eu goste. Eu não sou e não gosto de estar assim. Meu humor tem parecido com um elevador onde eu nunca sei em que andar está e está no andar mais nervoso que tem.

Sabe quando te cansa e te irrita simplesmente ouvir o som da voz das pessoas? Ouvir uma música que não goste ou uma frase diferente? Isso me irrita. Tenho me irritado com as coisas mais simples possíveis e isso NÃO faz parte de mim. Isso faz parte de algo que eu não sei como chegou até mim e tem ferido as pessoas a minha volta. Queria o remédio da paciência. Alguém aí tem? Se tiver, me manda uma dosagem bem forte porque eu não agüento mais falar coisas sem pensar por puro stress.


19 de junho de 2010


"Só entendemos o milagre da vida, quando deixamos que o inesperado aconteça. "
Livro Na margem do rio Piedra eu sentei e chorei - Paulo Coelho

Dia dos namorados? Hoje?

12 de junho de 2010


Não poderia deixar essa data passar, sem ao menos deixar um post aqui pra vocês.
Hoje pela manhã eu acordei solteira. Sim, estou solteira.
E, por um instante pensei em algo que disse no ano passado... Eu tinha 15 anos e posso garantir: Não sabia nem metade das coisas que eu sei hoje em dia. No dia dos namorados, era casamento do meu primo, e toda a família estava aqui me perguntando onde estava meu namorado. Eu não tinha um namorado, mas queria muito tê-lo. Então, com todas as forças e enjoada daquela pergunta pertinente eu disse pra mim mesma que passaria 2010 namorando.
Eis que 2009 se foi, eu namorei, não o bastante para o dias dos namorados e esse dia chegou ! Cá estou eu aqui, solteira, sentada em frente ao computador e feliz (estando ou não com namorado).
Essa semana foi uma semana de muita movimentação entre os solteiros e namorados... Ouvi de tudo: Solteiros se lamentando pela falta de alguém (e eu também me lamentei), namorados se lamentando pela presença do namorado (É. Isso acontece.), solteiros gritando para o mundo que não precisam de um par parar serem felizes e namorados completamente realizados.
E, honestamente falando, estar namorando é ótimo e estar solteiro tem lá suas variadas vantagens. Mas, hoje é um dia como outro qualquer, é só um dia em que os namorados trocam presentes e dizem "eu te amo" mais uma vez e é o dia em que os solteiros fazem coisas normais, exatamente porque hoje É um dia normal.
Se está solteiro, não se lamente pela falta de alguém, deixe as coisas acontecerem.
Se está namorando, não canse de dizer "eu te amo" e dê valor para quem está do seu lado.
E termino meu texto com a mais pura verdade para as solteiras:
"Não corra atrás das borboletas. Cuide do seu jardim e elas viram até você. "

Paciência

3 de junho de 2010

"Mesmo quando tudo pede um pouco mais de calma, até quando o corpo pede um pouco mais de alma, a vida não para. Enquanto o tempo acelera e pede pressa, eu me recuso faço hora vou na valsa, a vida e tão rara .
Enquanto todo mundo espera a cura do mal, e a loucura finge que isso tudo é normal, eu finjo ter paciência .. O mundo vai girando cada vez mais veloz, a gente espera do mundo e o mundo espera de nós, um pouco mais de paciência.
Será que é o tempo que lhe falta pra percebe? Será que temos esse tempo pra perder ? E quem quer saber ?! A vida é tão rara "
Lenine - Paciência
Essa música me traz paz. E acho que é de uma mensagem assim que o mundo precisa.
Bjs ;*